<$BlogRSDURL$>

Thursday, February 02, 2006

extratos de sonhos

1) Visual a la Google Earth. Sobrevoando um lugar verde, com algumas montanhas. O lugar fica na África. Só a paisagem e este sobrevôo. Fora a vegetação nenhum ser vivo. Então em uma vasta área verde há agora uma cobertura, branca, sustentada por muitas colunas. Me parece algo pré-fabricado. Pela escala penso que deve ser algo gigantesco, altíssimo e extenso também.
Depois de um tempo sovrevoando essa cobertura pré-fabricada, agora estou no solo. Não é mais na África, é na América Latina, na verdade algum lugar no interior, talvez de São Paulo mesmo. Estou com outra pessoa, um homem mais velho que me ajuda. Eu estou fixando melhor as bases das colunas, usando algum instrumento (um martelo?).

Tuesday, December 06, 2005

(06-12-05)
estou em uma área aberta ao lado de uma casa. são várias cadeiras dessas normais, de madeira e as pessoas estão sentadas. está tendo um show do "sargent pepper's lonely heart's club band" e o paul mcartney está sentado do meu lado com aquele uniforme colorido e brilhante. verde acho.
então do céu cai uma espuma branca. ela cai sobre as pessoas.
eu saio e vou para dentro da casa que está vazia. não há parede, de dentro eu posso ver o lugar onde estava antes.
então acontece o terror: a espuma branca se transformou em uma gosma amarelada que gruda nas pessoas e vai corroendo elas por dentro. terror maior: eu também estou sendo corroído pela gosma! dou um tapa na minha própria cara e não sinto nada, meu corpo está anestesiado por causa daquilo. olho para minha mão e vejo ela sendo corroída por dentro, abrindo uns buracos, corroendo a carne. muito, muito real.
sozinho então me vem a consciência: eu já sonhei isso antes! tudo aquilo já aconteceu! eu me lembro desse sonho! eu sei que estou em um sonho mas ao mesmo tempo sei que é tudo real também.
em desespero eu grito: pai! me liberta!

então eu acordo, no meio da noite e ainda com medo.

Monday, January 10, 2005

Ontem tive um pesadelo:
Eu estava em uma area nos fundos de uma casa. Me lembrei um pouco (depois de acordado) da casa da minha avo em Campinas, onde morei quando crianca.
Estava acontecendo uma especie de festa e eu estava ali meio sem ninguem saber. Havia um homem com um cortador de grama, ele usava uma roupa cobrindo o corpo todo, uma roupa verde. O cortador tinha um fio que pendia do teto ate o chao. Entao o homem, operando o cortador, comecou a flutuar por causa do cortador. ELe flutuava em volta do fio, voando, incrivel. Entao a lamina do cortador atingiu o fio e uma descarga de energia derrubou ele no chao. Alguem falou: caralho, deu merda!
Eu fiquei assustado, com medo da policia chegar e fui saindo para a minha casa que era a casa vizinha. Entao eu via que a casa estava sendo invadida por varias pessoas que vinham como num enxame.
Acordei assustado e ao acordar, ao meu lado na cama havia uma mulher verde deitada de lado, virada pra mim. Ela tinha os olhos virados para o alto mas quando olhei pra ela ela olhou direto pra mim!
Fiquei assustado e mandei ela embora. Entao ela sumiu e eu vi que na verdade ela era o braço do sofa cama onde eu estava dormindo.

No dia anterior eu tive um sonho que terminava assim:
Eu estava em uma trilha na floresta, agachado e eu sentia que uma mulher, talvez uma bruxa, vinha por cima e sem eu ver me atingia na cabeça. Eu acordava assustado.

Wednesday, March 17, 2004

Estava em um supermercado com a Fer e logo na entrada encontrava umas amigas que estudaram com a gente na faculdade. Eu ía para a sessão de material de limpeza para comprar sabão em pó e esponja mas ficava muito tempo tentando escolher ( lembro-me muito bem dos preços: um pacote era 2,00 e o outro de outra marca era 2,09). Não conseguia me decidir então saí para encontrar a Fer que estava em outra sessão, voltamos até lá para eu comprar o sabão e quando chegamos na prateleira havia um bilhete para nós deixado pelas amigas que encontramos na entrada. Dizia:- Gostamos muito de encontrá-las após esses 6 anos de formadas. Parabéns. Vocês estão ótimas! Peguei o bilhete e o sabão e fui embora.
Cortava meus cabelos e junto comigo estava uma pessoa que me apoiava.

Tuesday, March 09, 2004

Era um grande círculo, uma roda, onde haviam 12 janelas e em cada uma destas janelas uma Cheli com personalidades e nomes diferentes. Os nomes davam dicas sobre estas 12 mulheres de mim mesma. Elas conversavam umas com as outras através dessas janelas e eu apenas observava e achava muita graça em descobrir que todas eram eu. Só me lembro da Dulce conversando com a Clara mas não sobre o que exatamente falavam.
Era um grande círculo, uma roda, onde haviam 12 janelas e em cada uma destas janelas uma Cheli com personalidades e nomes diferentes. Os nomes davam dicas sobre estas 12 mulheres de mim mesma. Elas conversavam umas com as outras através dessas janelas e eu apenas observava e achava muita graça em descobrir que todas eram eu. Só me lembro da Dulce conversando com a Clara mas não sobre o que exatamente falavam.

Sunday, March 07, 2004

Eu pegava um dos meus pincéis em retirava a cerdas. Percebia que as cerdas eram muito duras e quando elas saiam do cabo eu vi que elas eram de arame. Eu pensava em como eu faria para apará-las.


O Livro novamente:
estava com o Daniel eu uma banca de livros. Olhavamos os livros e encontramos a Fernanda em uma banca ao lado tb olhando livros. Ela dizia: - naquela outra banca tem livros para surdos!


Eu descobria um programa no computador para projetar brinquedos. Lembro que a tela estava
cheia de gráficos, linhas e esquemas coloridos.
Este foi um dos sonhos mais lindos que já tive: estava em um lugar muito claro, com paredes brancas e verdes e pela janela eu via muitas plantas. Eu estava com o meu amor; descemos uma escada de vidro e chegamos em uma lugar onde havia uma apresentação de teatro de marionetes.
Era muito lindo, os bonecos dançavam todos juntos e tinham fios enormes o que não dava para ver quem e por onde estavam sendo manipulados. Dois destes bonecos tinham olhos muito grandes e coloridos e começaram a girar um em seus próprios eixos formando em seus olhos espirais.

Nesta mesma noite eu via o meu amor novamente em pé ao meu lado com uma camisa branca onde eram projetas imagens lindas - como um filminho, cenas com muito verde passavam em seu corpo enquanto ele conversava comigo.
Eu estava sendo possuída por um outro espírito. Estava em um quarto na casa de meu avô, com a luz de uma tv ligada no escuro, e eu via a minha sombra se transformando - parecia que em meu rosto aparecia uma máscara com chifres - eu tentava me mexer mas não conseguia controlar meus movimentos. sensação horrível por não conseguir me mexer.

Monday, March 01, 2004

Eu puxava meu cabelo e ele crescia, crescia muito, apareciam alguns nós; eu os desatava e continuava puxando,puxando...



Era um restaurante e eu estava sentada à mesa com um senhor que eu não conheço quando o Daniel se aproximou muito bravo e começou a discutir com o homem com quem eu jantava. Ele dizia: - Vc está muito bravinho, nervosinho... e por trás dele havia um trilho de onde várias armas aglomeradas vinham na direção do Daniel e apontadas para ele. O homem dizia: - Pois então, eu posso atirar! de uma maneira muito calma e irônica.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?